Rodrigo Coelho – Um exemplo de esforço e positividade

, , ESCRITO POR


Durante minha viagem ao Japão em 2018 eu tive a oportunidade de conhecer uma das pessoas mais legais que já encontrei, o Rodrigo Coelho e sua esposa Caryn. Com eles eu pude tirar um grande exemplo se esforço e positividade, apesar das dificuldades que os estrangeiros enfrentam no Japão.

Acompanhando seu canal do youtube Coelho no Japão, eu sempre via um rapaz sorridente e alegre, que conseguiu morar no Japão sem ter nenhuma descendência, e que não reclama ou fica negativando o Japão como muitos brasileiros e descendentes por ai…

O Rodrigo Coelho e sua família esteve em constante batalha, enfrentou inúmeras dificuldades, e a única coisa que eu vejo é gratidão por morar no Japão. Estão sempre sorrindo em frente ou atrás das câmeras, sempre pensando positivo e nas possibilidades.

Rodrigo Coelho - Um exemplo de esforço e positividade

Enquanto isso vejo alguns descendentes que mudaram pro Japão, sem nenhum esforço, conseguiram empregos, tradutores em cada esquina e tudo na mão. E só sabem reclamar das coisas, sem nunca ter se esforçado em aprender a cultura ou idioma do Japão. Uma obrigação de todo estrangeiro que vai para algum país.

Esse artigo é pra mostrar a atitude que todos deveriam ter, se quiser viver com alegria no Japão e também mudar a forma que os japoneses se comportam. Sentar na cadeira do computador e reclamar nas redes sociais com cabeça quente não vai ajudar em nada.

O vídeo abaixo mostra como o Rodrigo Coelho veio parar no Japão:



Como eu conheci o Rodrigo Coelho

Eu já conversava com ele pelas redes sociais com objetivo de parceria a muitos anos, onde eu escrevia artigos baseados nos vídeos que ele fazia. Eu também sou um grande fan do canal, porque sou grande fan da Nintendo, um dos principais focos de seu canal.

Em longas conversar eu fiquei sabendo que ele trabalhava como Designer em uma empresa de turismo. Ele reclamava que as vezes era obrigado a fazer muitas coisas além do seu expediente. Trabalhos em escritórios podem ser mais cansativo que fábricas. O pior, ele não era remunerado pelo tempo adicional no escritório.

Rodrigo Coelho - Um exemplo de esforço e positividade

Raramente sobrava tempo para ele editar vídeos para seu canal, mas mesmo assim, toda semana saia um vídeo espetacular com ótima edição e temas únicos. Mesmo trabalhando muito ele ainda tinha que tirar tempo para descansar e cuidar de sua esposa e filho.

Apesar da rotina atarefada, ele concordou em me encontrar no Bairro de Akihabara em Tokyo, na gigantesca loja da Yodobashi Camera. No curto tempo que conversamos deu pra ver o tipo de pessoa que aquela família era.

Eu via um contraste gigantesco entre minha pessoa e o Rodrigo Coelho. Ele vivia sempre sorrindo, falava naturalmente, abraçava as pessoas na rua, até os japoneses. Enquanto eu com minha timidez vivia encolhido, com cara feia, apesar de estar super feliz no Japão.

Rodrigo Coelho - Um exemplo de esforço e positividade

Em meio as nossas conversas eu percebi que mesmo para alguém que não trabalha em fabricas, as coisas não são tão simples. Além da correria que mencionei, a Caryn estava com dificuldades de conseguir um emprego na área dela por ser estrangeira.

Motivos para reclamar não faltavam, mas o Rodrigo e sua família encarava tudo de sorriso no rosto e como uma aventura. Ele não perdia tempo se concentrando em coisas que não conseguia fazer, ele focava nas coisas que estava em seu alcance.

Tive a oportunidade de encontrar essa família e jantar 2 vezes com eles na área de alimentação do Yodobashi Camera. Em um dia comemos tsukemen e no outro um macarrão carbonara. Eu pensei que esse seria o fim do encontro com um grande amigo.

Perdendo Voos no Japão



Eu já escrevi um artigo dizendo que perdi o meu voo de volta no aeroporto de Haneda, sem conseguir sacar nenhum dinheiro por causa do limite semanal do banco, uma amiga me mandou códigos no Line para trocar por comida, enquanto o Rodrigo Coelho me ofereceu hospedagem na casa dele até conseguir sacar.

Rodrigo Coelho - Um exemplo de esforço e positividade

No outro dia eu continuei minha aventura no Japão correndo atrás da extensão do visto, depois me encontrei com Rodrigo Coelho no dia do lançamento de Pokemon Lets GO e fizemos uma Live.

Infelizmente eles estavam numa semana muito difícil, o bebe estava com conjuntivite muito forte e deixou os pais muito preocupados e desesperados, os médicos não pareciam colaborar muito, acredito ter sido uma semana bastante complicada para os 2.

Eu tive a chance de ir com eles no médico e as mulheres enfermeiras até jogavam spray nos lugares que sentávamos e mandávamos ficar longe dos outros por causa da conjuntivite do bebe. Por sorte eu não fiquei doente, mas o Rodrigo e a Caryn ficaram.

No prédio onde a família coelho morava, eu observei que existiam regras rígidas de silêncio, no apartamento morava também uma amiga deles chamada Naty, um gato e um coelho pra fazer o nome da família.

Rodrigo Coelho - Um exemplo de esforço e positividade

Claro que aconteceram outras coisas, mas o ponto que queria destacar é que mesmo com as dificuldades do Japão, encarar as coisas com positividade vai ajudar a superar tudo. A positividade, amizade e alegria dessa família me fez querer escrever esse artigo e compartilhar um dos momentos de alegria de minha viagem.

Uma das coisas que o Rodrigo me contou, é que ele não se prende aos limites impostos pelos japoneses. Existem momentos que ele abraça os amigos, pega na mão, conversa coisas que os japoneses não estão acostumados.

Ele disse que os japoneses se abrem, gostam desse carinho e acabam se acostumando com essas pequenas atitudes que mantém o Japão fechado. Talvez devemos tentar quebrar essas barreiras também! Os japoneses não são fechados, eles só não estão acostumados com isso.

Apesar de escrever isso, acabo que sou tão tímido quanto um japonês, e digo por experiências, pode ser difícil situações assim, mas é revigorante. Perceba o quanto sou tímido e lerdo nas cenas que gravei com Coelho abaixo:

Vídeos do Coelho quando eu tava lá

Eu tive a oportunidade de participar de uma Live com Coelho e olha o desastre que eu fui rsrsr. Também fui um Easter Egg jogando Boku no Hero no vídeo do unbox do Pokemon Plus.

Compartilhe Nosso artigo:

6 comentários em “Rodrigo Coelho – Um exemplo de esforço e positividade”

  1. Isso que não entendo e jamais irei compreender, sou descendente e tentei ir 3 vezes e não conseguir, ai vejo um cara que não tem nada e consegue. deve ter ido com “jeitinho brasileiro” coisa que jamais faço e irei fazer! te falar!

    • Ir pro Japão não é difícil mas também não é fácil… Mas ele se formou, estudou e fez intercambio. Através do intercambio ele conseguiu continuar lá sendo contratado por uma empresa que cuidou de todo o visto. Não é algo tão simples… As vezes eu penso que é melhor ir pro Japão pelos meios que não descendentes usam do que indo através de empreiteiras que contratam descendentes e matam eles de tanto trabalhar.

  2. Eu gostei MUITO desse seu artigo, obrigada por valorizar o que vale a pena, o que é bom e o que inspira as pessoas (você me inspirou, pelo menos). Conheço de vista os Coelhos e eu acho muito mara a alegria deles, acho que ter esse gosto pela vida e enxergar sempre as possibilidades, como você mesmo disse, é o ponto. Até onde alcançaríamos se cultivássemos apenas as infinitas possibilidades que nós temos, em tudo e todas as situações? Também tenho me sentido mais presa devido ás experiências, últimas, da minha vida, e ver um povo tão tímido pode mesmo nos fazer pensar ” como agir? como proceder? ” ” se são tímidos e não tem muito contato, será desrespeitoso?” “será que não devemos agir como eles?” , por isso mesmo, acho que você ter falado do jeito do Coelho com os japoneses me reascendeu, me fez repensar e acreditar mais, que podemos e devemos trazer a nossa bagagem, tudo o que nos forma como pessoa no melhor lado, independente de onde estivermos… e te achei simpático e sorridente no vídeo, de forma sincera = )

    • Muito obrigado, aos poucos nos e os japoneses vencem essa timidez lol

  3. Me identifiquei. Eu pareço com você Kevin kk, eu sou muito tímido. Não sei se passa a mesma coisa na sua cabeça mas tipo, eu tenho vontade de fazer muitas coisas mas daí chega na hora, eu amarelo kkkk. Um exemplo. Digamos que eu queira chegar em uma garota, daí eu fico com toda essa determinação de chegar nela, eu fico com a certeza de que eu vou conseguir, mas daí chega na hora de ir na garota e meu corpo trava, a voz não sai. Passa pela minha cabeça “Mas nem a pau que eu vou conseguir fazer isso” kkkk.
    Bom, agradeço por compartilhar essa história, e por ter escrito esse artigo <3.

    • Exatamente isso kkkk até pra fazer video eu tenho muitas coisas na cabeça, falo normalmente… mas na hora de gravar ehuheuheu fica um desastre

Comentários do site