पैरासाइट: द साउथ कोरियन फिल्म दैट मेड हिस्ट्री

घोषणा

Quem nunca ouviu falar de Parasita? Esse filme chamou muita atenção quando ganhou o Oscar 2020 levando 4 estatuetas. E foi o primeiro filme que não falava inglês a vencer na categoria Melhor Filme. Com certeza um grande marco para a cultura sul-coreana.

O filme Parasita (기생충) foi lançado no Brasil em 9 de novembro de 2019, é dirigido por Bong Joon-ho e produzido por Barunson E&A Corp. No elenco principal estão os atores Park Seo-joon, Park So-dam, Song Kang-ho, Jang Hye-jin, Cho Yeo-jeong, Sun-Kyun Lee, Jung Ji-so, Lee Jung-eun entre outros.

O que fez desse drama merecer o Oscar? Qual a mensagem que ele traz e qual a sua comparação com a maior série do momento राउंड 6?

Parasita: o filme sul-coreano que fez história - parasita

Enredo de Parasita

Segundo a definição do dicionário Parasita significa ”organismo que vive de e em outro organismo, dele obtendo alimento e não raro causando-lhe dano”. Com certeza esse nome não poderia ser tão apropriado! O filme conta a história de uma família de 4 pessoas que sofrem com tanta pobreza. Eles não tem emprego e moram em um lugar bem simples.

घोषणा

A sorte deles muda quando Min (Park Seo-joon) recebe de um amigo a proposta de ocupar o lugar dele como tutor de língua inglesa enquanto ele sai do país. O amigo dele dá aula de inglês para uma jovem rica e pelo visto está apaixonado por ela então pede para ele cuidar dela até ele retornar. Mas Min não tem nenhuma formação, porém sabe a língua inglesa. Então ele pede para a sua irmã, Ki-jung ( Park Seo-joon) que entende de arte para fazer um currículo falso.

Min consegue ser aceito para dar aula para a jovem Da-hye (Jung Ji-so) e acaba se apaixonando por ela pouco tempo depois. Lá ele percebe que o filho da dona da casa gosta de arte então ele sugere a irmã dele (sem falar que é a irmã, mas sim uma ex colega de faculdade) e ela também consegue trabalhar na casa. Os dois ganham bem, mas não satisfeitos, a Ki-jung faz uma armadilha para que o motorista seja demitido e em seguida ela sugere seu pai Kim (falando que ele era motorista de uma conhecida) para trabalhar lá.

Parasita: o filme sul-coreano que fez história - parasita 1

Depois que os três membros da família já estão na casa, Kim e os filhos armam para a governanta e a faz ser demitida. Ele então sugere a sua esposa Chung-Sook (Jang Hye-jin) sem dizer que ela é sua esposa. Então a família toda começa a trabalhar na casa à base de mentiras para terem uma vida financeira melhor.

Em um dia a família de parasitas estão sozinhos na casa da família rica, então a ex governanta aparece dizendo que precisa buscar uma coisa que havia esquecido, Ao entrar ela leva a Chung-Sook até um porão em que ela esconde o marido e conta que o manteve lá por esse tempo todo por não ter condições e pede para que ela continue dando comida ao marido.

Mas Chung-Sook se nega e o resto da família rola a escada e a ex governanta descobre que eles são como ela. A ex governanta ameaça mostrar para a família rica o vídeo deles. Quando os donos da casa retornam todos disfarçam e a ex governanta e o marido ficam trancados no porão, mas ela acaba caindo e morrendo quando bate a cabeça.

घोषणा

No dia do aniversário do filho mais novo da dona da casa todos estão reunidos e o marido da ex governanta consegue escapar do porão, joga uma pedra enorme na cabeça de Min, trava uma faca no peito de Ki-jung e tenta esfaquear Chung-Sook que consegue matá-lo, mas Kim enfia uma faca no seu patrão meio complexado por toda vez ele reclamar de seu cheiro e tampar o nariz ao se aproximar. Kim passa a se esconder no porão da família rica e fica se escondendo lá até o dia em que poderá sair.

Crítica social de Parasita

O filme Parasita faz uma crítica pesada sobre a desigualdade social na Coreia do Sul. Lá mostra o extremo de quem tem muito e quem não tem nada. E quem não tem nada faz de tudo pra tentar chegar ao topo nem que seja de formas ilegais. Capaz até mesmo de matar para não voltar a ter a mesma vida de antes.

A crítica que eu acredito estar presente também é sobre os pobres terem menos oportunidades de emprego e estudos por causa da situação social. Todos da família parasita tinham realmente as habilidades que eles usavam para trabalhar, mas nenhum teve estudo o suficiente e não conseguia emprego por não ter experiência e formação comprovada. E quando conseguiam alguns trabalhos não eram pagos de maneira justa.

O desespero por não ter o básico é tanto que eles aceitam se humilhar a ponto de viver em porões dos outros só pra ter comida. E quem tem recursos não quer ter envolvimento demais com quem não é do mesmo padrão de vida. Esse desespero ocasionado pela desigualdade é mundial principalmente em países menos desenvolvidos.

Parasita: o filme sul-coreano que fez história - parasita imagem de capa

Parasita X Round 6

Eu já escrevi sobre Round 6 aqui e o नाटक está liderando o ranking da série mais assistida da Netflix. O que eles tem em comum é serem criações sul-coreanas bem recebidas. Parasita recebeu 4 estatuetas no Oscar, o primeiro filme da Coreia do Norte a receber o Oscar e o Round 6 veio para romper o preconceito envolta de produções coreanas, por estar liderando a plataforma.

Os dois tem comédia, drama e suspense. O ponto de partida é a dificuldade financeira e dívidas. Essas pessoas são capazes de tudo para sair do sofrimento financeiro. Essa realidade chama a atenção por muitas pessoas viverem no limite também.

घोषणा
Parasita: o filme sul-coreano que fez história - parasita e raund 6

Já assistiu a algumas dessas produções sul-coreanas?