Cultura / Japão

Haikai – As pequenas poesias japonesas

poemas
Compartilhe nas redes sociais:


Haikai ou haicai (俳諧) é um estilo de poesia, surgida no século XVI, difundida no Japão e que vem se espalhando por todo o mundo durante este século. O Haikan valoriza a concisão e a objetividade, muitos de seus poetas foram mestres Zen-budistas, que expressaram muito de seus pensamentos na forma de mitos, símbolos, paradoxos e imagens poéticas. Os poemas Haikai são escritos em três linhas horizontais que expressam não só a delicada sensibilidade oriental, mas as reações humanas ao mundo que os cercam. É a arte de dizer o máximo com o mínimo, que capta um momento de experiência, um instante em que o simples subitamente revela a sua natureza interior e nos faz olhar de novo o observado, a natureza humana, a vida…

O Haikai ou Haiku (como é conhecido no ocidente) geralmente caracterizada por 4 aspectos ou regras:

  • O haiku tradicional consiste em 17 sílabas japonesas, divididas em três versos de 5, 7 e 5 sílabas
  • Costuma ter alguma referência à natureza, um kigo (referência sazonal).
  • Refere-­se a um evento particular (ou seja, não é uma generalização)
  • Costumam apresentar um evento que está “acontecendo agora”, e não no passado.

O haicai é chamado de poesia “incompleta” por requerer que o leitor termine o texto com o próprio coração. O haikai nasceu do haikai no renga, um poema grupal colaborativo que normalmente possui cem versos de extensão. O hokku, ou verso inicial, das colaborações renga indicava a estação e também continha uma palavra de corte. O haikai desse estilo continua a seguir sua tradição.

Haikai

Haijin

Haijin (俳人) é o nome dado aos poetas. Os haikai são tão simples que atualmente qualquer um pode ser um Haijin, até mesmo uma criança. Poetas contemporâneos do haicai podem escrever poemas que são apenas um curto fragmento com três ou menos palavras. Mas claro que ao longo da história do Japão tivemos vários nomes que moldaram o Haikai e sua historia, dentre eles o mais famoso é o Matsuo Basho.

Matsuo Basho é um dos mais famosos poetas do período Edo e a maior figura ativa no haikai japonês durante a segunda metade do século XVII. Ele fez o trabalho de sua vida a transformação do haikai em um gênero literário. Para Bashō, haikai envolveu uma combinação de brincadeira cômica e profundidade espiritual, a prática ascética e envolvimento na sociedade humana. Ele compôs obras-primas haikai em uma variedade de gêneros, incluindo renku, haibun, e haiga. Em contraste com o poesia tradicional japonesa de seu dia, haikai de Bashō tratadas as vidas comuns, cotidianas de pessoas comuns, retratando figuras da cultura popular, como o mendigo, o viajante eo agricultor. Em cristalização do haikai recém-popular, ele desempenhou um papel importante ao dar à luz moderno haiku, que refletia a cultura comum.



Outros grandes nomes do estilo Haikai foram Yosa Buson (1716–1783), Kobayashi Issa (1763–1827) e Masaoka Shiki (1867–1902) conhecido por reformar e modernizar os poemas Haikai.

O haikai também veio ao Brasil. O poeta Afrânio Peixoto (1875-1947), em 1919, em seu livro “Trovas Populares Brasileiras”, fixa a forma do hakai brasileiro (5-7-5). Em 1922, o hakai em sua forma poética japonesa era discutido e praticado pelos poetas da “Semana de Arte Moderna”. Oswald de Andrade o adota em Pau Brasil (1925). Waldomiro Siqueira Jr., lança em 1933 o primeiro livro de hakais no Brasil. Guimarães Rosa em 1936 recebe prêmio da Academia Brasileira de Letras com “Magma”. Na década de quarenta, Guilherme de Almeida lhe dá a forma de rima adotada por muitos outros poetas.

Exemplos de Haikai

Apreciar os Haikai em japonês não é tão simples, para nós que não sabemos o idioma. Eu irei citar apenas a tradução de alguns desses Haikai famosos. Lembrando que a tradução da linha do poema não é exatamente igual, a gramatica do japonês é diferente, então algumas palavras podem ter ficado em outra linha ou trocado de posição na tradução.

O mais conhecido haiku japonês de Matsuo Basho a “velha lagoa”:

  • 古池や – ふるいけや – Velha lagoa…
  • 蛙飛び込む – かわずとびこむ – um sapo salta nela
  • 水の音 – みずのおと – o som da água

Poema de Matsu Basho: 

  • 初しぐれ – はつしぐれ -o primeiro banho gelado
  • 猿も小蓑を- さるもこみのを- mesmo os macacos parecem querer
  • ほしげ也 – ほしげなり- um pequeno casaco de palha

Poema de Issa: 

  • 江戸の雨 – えどのあめ – quantos galões
  • 何石呑んだ – なんごくのんだ – da chuva de Edo você bebeu?
  • 時鳥 – ほととぎす – cuco

Feitos por Brasileiros:

  • Viva o Brasil
  • onde o ano inteiro
  • é primeiro de abril
  • de Millôr Fernandes

————————————————-

  • Derrete-se o gelo.
  • Porém se resfria a água:
  • Ela fria, eu ardo…
  • de Afrânio Peixoto.

———————————————

  • Silenciosamente
  • sem um cacarejo
  • a Noite põe o ovo da lua…
  • de Mario Quintana.

Existe também diversos outros sites que seguiram essa tendência de criar poemas com 3 versos e 17 silabas. Você pode conferir inúmeros haicai brasileiros no site Pensador. Espero que tenham gostado do artigo! 



Recomendamos também: 

Compartilhe nas redes sociais:

3 Comentários

  1. Eu adorei demais esse artigo.

    Parabéns Kevin.

    Resposta
  2. Muito bom artigo, fez lembrar de minha avó nascida em Akita-ken, que venceu um concurso de Haikai em SP. Pena que ela se foi numa época em que eu não me imaginava aprendendo nihongo.

    Resposta
    • ありがとう
      T.T

Deixe uma resposta para Elias Batista De Andrade Cancelar resposta