Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Fact or Fake? This is the question frequently asked in several articles on the internet, since many lies are spread daily on social networks. Unfortunately these lies are beyond the internet, many lies about Japan have been planted for decades.

People have a terrible habit of generalizing things, especially in Brazil! As the population is not satisfied with the system, it simply oppresses other countries to feel better.

Making other countries have a terrible situation, and saying that Brazil is the best place to live. Thus, several rumors and misconceptions about Japan arose, and in this article I will talk about them.

The purpose of this article is to answer the distorted and widespread idea of Brazilians who have never been to Japan and don't even know their culture! That is, In this article, we are going to check the lies that people tell about Japan and try to disprove them.

Note.: Don’t think that I’m saying that Japan is wonderful is that Brazil sucks. This is relative, and I don’t want to value any of the countries. I am only countering the generalizations of people who criticize Japan.

Remembering, many here read this article and understood its meaning completely differently. The purpose of this article is to counter what some Brazilians who NEVER lived in Japan say or think about there.

We are not comparing anything, nor are we criticizing anything. Remembering the lies below, they are not entirely lies, but we are responding to generalizations! Things are quite relative!

Generalized lies that talk about japan!

Lies and Truths about Food in Japan

Much misinformation about food in Japan ends up appearing in the West. Some claim that food is too expensive, or create a crazy idea that the Japanese only eat raw fish. Others even believe that Japanese people eat dogs ... How much misinformation.

I am really outraged by these generalizations and the lack of knowledge of the human being. Japanese cuisine is the richest in the world, in addition to having an infinite variety of flavors, it is the healthiest.

Restaurants like Mc Donald’s? there is a poor thing. If you are a foreigner, live in Japan, you will gain weight from eating so much. The question that doesn't stop is: How do the Japanese not get fat?

Is it true that Food in Japan is expensive?

The media mentions that life in Japan is expensive, they say that fruits cost R$ 100, and that Japanese people only eat fish. However, they did not mention the fact that these R$ 100 fruits are handcrafted, and that the the cost of living there is lower than in Brazil.

Any type of industrialized or imported food in Japan, such as chocolates, appetizers, sweets, drinks, cookies and others. They may be cheaper than in Brazil. Even red meat can be found cheaper. 

Japanese people consume more natural foods than Brazilians, it is possible to see that almost all Japanese foods are composed of vegetables and fruits, so how could this be something expensive and rare?

Although fruits and vegetables are priced higher than in Brazil (for example, something that costs 10R$ here can cost 30R$ there) they did not take into account the salary earned by a Japanese, the Japanese minimum wage used to be 4 The 10 thousand reais.

Food is one of the healthiest in the world, making Japan one of the countries with the most centenarians in the world. Even with the Brazilian salary it is possible to eat much more in Japan than in Brazil. From Japan

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan
Price of vegetables in Japan!

Is it true that Japanese people only eat sushi or raw fish?

Many people say that, some really believe that in Japan you only eat fish and seafood. After I heard a friend say that she doesn't want to go to Japan because she only eats raw fish, I was outraged and decided to write this article.

Yes, Japan is a country surrounded by oceans and islands, of course its people eat a lot of fish and seafood. The fish, besides being at your fingertips, are very healthy, rich in proteins, minerals, amino acids, vitamins and are low in fat and cholesterol.

But not! Japanese don't just eat fish! The western average of fish consumption per person per year is 10 to 20 kg, the Japanese consume only 26 kg of fish and 30 kg of meat. It is common to rotate meats in a Yakiniku.

In any restaurant you will find recipes with meat, hamburger, chicken and pork. So, although the Japanese consume a lot of fish, many consume more meat.

Sushi is just one of the thousands of dishes that exist in rich Japanese cuisine. Red meats and chicken are easily accessible. Sushi is not eaten daily, it is like a hamburger or pizza. What else has in Japan, is food options!

Japanese cuisine is very rich, offering food of all kinds, barbecue, noodles, soups, pizzas and more. Japan is full of culinary restaurants from all over the world, it is practically impossible to eat only sushi in Japan.

During my two 3-month trips to Japan, I remember eating sushi only twice each time. In fact, Japanese cuisine is considered the richest and juiciest in the world, mainly because they value the umami flavor.

Generalized lies that talk about japan!
Yakiniku - Japanese Barbecue

Japanese Eat Insects and Dogs?

People have a terrible habit of confusing Chinese culture with Japanese culture, there may be restaurants that sell insects and dog meat in Japan, but never think that this is Japanese culture. This is the culture of Chinese and Koreans.

There are strange foods in Japan, but they are rare and less than 0.1% of the Japanese have had a chance to try. It's the same thing about eating Coelho and Rã in Brazil, have you tried it? In Japan the strangest food I consider is horse sushi.

Lies and Truths about the Japanese

The Japanese are all skinny and short. - Japan also has problems with obesity and the pattern of thin people, but gradually these patterns are being broken.

Are the Japanese all right? - Not all Japanese people follow rules, they like to study or work. In fact, Japan suffers from bullying problems, people who do not want to work or leave home, not to mention the perverse and profiteers.

Is every Japanese addicted to manga and anime? - This is one of the biggest generalized lies, there are adults who like anime and young people who don't like it's the same as Brazil, not everyone likes carnival, funk, among others.

Are all Japanese people shy? - Japanese try to differentiate the time to laugh and the time to be serious. The Japanese may be shy at first impression, but over time they loosen up. Some, however, have no shame ...

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is it true that the Japanese only work?

People think that everyone who lives in Japan works 13 hours a day. Yes, there is this case, mainly with foreigners who go to work in Japan. However, Japan's workload is only 9 hours, and their salary is 10x higher than ours.

The reason for so much work is because Japanese people like to work, and work overtime. In Japan people are paid by the hour, the minimum wage is usually 700 to 1,000 円 per hour, approximately R$ 30.

And just like in Brazil, there are diversities, some work part time, others don't work. Japanese people really like to work, it is a cultural issue, and they also receive 25% more for overtime.

But by no means are you obliged to work 12 hours a day, the workload is the same as in any country. Of course, if you are a foreigner and work for a contractor, you are sometimes required to do a certain number of overtime hours.

Stop saying that Japanese people work non-stop, there are also many lazy people, many people who do part-time jobs, not to mention those who don't work.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is it true that Japanese people commit suicide because Japan is bad?

Every year more than 15,000 Japanese people commit suicide, this is a sad thing, but who is to blame for that? Is it because the country is bad? Japanese have a different mentality than ours, they give their best, and when they don't get something, they feel useless and kill themselves.

Not to mention that the number of suicides in Japan is not that great. There are only 17 suicides per 100,000 inhabitants, while in Brazil it is 12 per 100,000 inhabitants. There is not that much difference.

The main reasons for suicides in Japan are: Bullying, Failure in the entrance exam, loss of a loved one, loss of job, loss of girlfriend, taking horns and others… There are many cultural issues related to suicides in Japan.

If the country were a reason to commit suicide, Brazil would be champion !!! If the Brazilian thought like the Japanese, when a Brazilian did not achieve something, instead of becoming a bandit he would kill himself. It would be even better that way.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is it true that Japanese people have no freedom of speech?

The Japanese are free to dress, to act however they want, without being criticized by society. Anime and TV shows that despite being much more pure than Brazilians, contain content that raises questions from several people.

For this reason the Japanese are branded by Brazilians. They joke and question their sexuality, as well as calling them crazy, and many other questions.

In Japan there is no judgment between male and female tastes, but acting like Brazilians and judging people by tastes, colors, gestures is absurd. This is probably the envy of the freedom that the Japanese have to express themselves in fashion, taste and culture.

I say that the Brazilian way of acting is much more crude, speaking slang of sexual connotation and immoral profanity. So why do you criticize the Asian lifestyle?

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is it true that Japanese people are perverted?

Brazilians usually call Japanese freaks, due to movies, videos, anime, locations, products, lolicons, bizarre, etc. It is true that every place has perverts ... but specifying Japanese as the most perverted country in the world is another ignorance ...

Which country speaks more slang of sexual connotation? Just talk about sex? Most songs only talk about catching women and ballads? Where does Funk exist? Is there a more perverted country than this?

Yes, in Japan there are sexual bizarre things, a lot of shit, many perverts on the loose and collectors of saliva and panties. But it's a wonder you can walk on the street without hearing the word fuck, fuck

You will not find people listening to immoral music, there people will only find immorality if they want to, the exposure there is much less, it can be considered greater if you look in a different way.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is it true that Japanese people don’t like sex?

A TV report appeared saying that most couples have had intercourse only once a week, sometimes it is possible to notice families sleeping in separate beds. It really does, but wasn't Japan a perverted country?

If you are afraid of dating or marrying a Japanese, get this general idea out of your head, it happens because of the couple, overwork, family problems and not because one of them does not want to.

Of course, there are several factors to be discussed on this subject. We have already written an article talking about Japanese lose interest in sex.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is it true that Japanese people are racist or prejudiced?

People think that all Brazilians who go to Japan suffer prejudice from the Japanese, I personally suffer more prejudice here than being there. People criticize me for liking oriental culture, there is freedom there.

Although the Japanese seem dry, they are very loving and do everything to please and help others. Especially those who strive to learn the language and customs.

Unfortunately it may happen that you notice actions that seem prejudiced, but it is something common among them. Sometimes it is simply ashamed of not being able to help you in the right way. Cultural differences make some people jump.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

As elsewhere, there will be cases of prejudice. But it is a mistake to blame the whole population, calling it racist, that is total ignorance. The Japanese have every reason to hate Brazilians, but they don't.

In the case of Humiliation and Ijimi, this happens to both Japanese and foreigners. So if you are unlucky enough to meet a bad person, you will see the Asian way ...

Despite Brazil being a free country, foreigners, mainly Asians, suffer much more from jokes and lack of education. But don't think that Japan is a thousand wonders. Japan has a lot of problems, I even wrote an article about the dark side of Japan.

Lies for Tourists and Travelers

The idea that all of Japan comes down to Tokyo - Not everything is as we imagined, but that is not why you will be disappointed with the country of the rising sun. Japan is much more than Tokyo, it has 47 Provinces and thousands of cities, it is a group of 6 thousand islands, with different culture and customs.

Whoever goes to Japan returns rich to Brazil. - It will take a lot of hard work and sweat to be able to pay the cost of living and save money. Those who wish to get rich and return to Brazil must sacrifice their social life and work many extra hours. Even though Japan's salary is 5 times higher than Brazil's, it is used to support themselves.

I’m not going to Japan because of the Earthquakes and Tsunamis

Japan is also criticized for being a dangerous country. People think that earthquakes kill every day, and that a tsunami will cover the entire country and kill everyone. I think it is a thousand times safer to be in Japan than in Brazil.

Earthquakes happen in Japan frequently, but rarely does any damage or is noticeable. In the last 10 years, there was only 2011 that killed about 20 thousand people. In Brazil almost dies in a month due to crimes and recklessness in traffic.

Nobody knows tomorrow, anything can happen. However, living in Brazil is much more dangerous than being in Japan. There is even a saying that it is easier to die run over by a pit than in a tsunami or earthquake in Japan.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Don’t the Japanese like foreigners?

I still wonder, where do they get these ideas from? No human being is the same as another. It is a great truth that the Japanese are quiet, shy and some have trouble socializing. and yes, there are a lot of Japanese people, mainly elderly people who don't like Westernization.

But if you know how to socialize and make a Japanese friend, you will see what a friendship really is. Japanese attitudes are extremely different from ours, I think it's completely silly to say that Japanese people don't like foreigners.

If you want a friendship or even a courtship, don't listen to these false rumors, and go for it. It's amazing how I made friends with unknown Japanese natives in the middle of Tokyo even without speaking the language fluently.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Fear of being arrested innocent in Japan

After spreading some misinformation, some claim that they do not travel to Japan for fear of being found guilty. In Japan, if you are arrested, you are guilty until you prove otherwise, which is very difficult to do.

Things are not quite like that, I wrote a article on prisons in Japan that talk about exactly that. There I explain that before arresting someone, the police are absolutely sure that you are guilty, and that there are resources.

Lies and Truths about Japan

Is Japan surrounded by technology on all sides? - If you go there with the intention of seeing robots at every turn, I'm sorry, because, you will only find them at science and technology fairs, but maybe you will find them on some special occasion? It has many natural and traditional cities that enchant tourists, ancient environments, simple things are beautiful there.

There is no poverty in Japan - Poverty also exists, but in reduced numbers when compared to Brazil. Unfortunately, a large number of Japanese people live on the edge of their wages, but they have better comfort.

Do you only have clueless programming on Japanese TV? - I particularly prefer Japanese programming, because it is not necessary to have chest and butt views to have something of quality. The media only wants to show things that for us that are vulgar or stupid, Japanese programming is rich with thousands of stories, reality shows, films, dramas and animations.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Japan is the country with the highest number of suicides in the world?

As much as Japan has problems and bizarre cases of suicide, mainly because some kill themselves just for not passing the entrance exam. Some have the exaggerated idea that the Japanese people are not happy, and they kill themselves because they work too much.

In reality, Japan is not the country with the most suicides in the world. Approximately 26,000 people commit suicide a year in Japan, that's a lot isn't it? But did you know that 22,000 people commit suicide in Brazil? So before generalizing research.

Japan has never been the largest country with suicide numbers in the world. He had a high suicide rate some 30 years ago, but that number has been dropping every year for decades. It's amazing how one country can solve its problems while others get worse.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

A country without space, just buildings, small houses and no green

People are aware that Japan today is a place full of cities and buildings, and that there is no space to live, and that every country is populous, some even think that Japan has no farms or fields.

As much as Brazil is big compared to Japan, and has a lot of green land, in Japan you will not find any slum like here in Brazil. and make sure that cities, especially small ones, are much more rural than those in Brazil.

Cities like Tokyo, which has almost the same number of inhabitants as São Paulo, manages to be millions of times more organized, and with more space for inhabitants, was even considered the best city in the world.

Most people live in apartments, but have you compared the apartments here with Japan? They feel much freer, and have a lot more space, in addition to being in a very natural and colorful and clean environment. Trees planted in the middle of the city, cherry trees, rivers that flow everywhere.

Houses and apartments can be smaller and more expensive. However, almost all households in Japan have a hot tub (bathtub), separate toilet, use of technology for climate and well-being, do you really think they consider themselves without space and without freedom? All of this is a matter of custom.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Japan faces overcrowding?

Not really, the many images we see of people in turmoil are only in the big cities, that is, it is not necessary to face lines for minimal things or anything like that. In reality there are thousands of streets that will make you feel lonely.

Japan has more than 127 million inhabitants, but half that of Brazil. The country is small the size of Goiás. Even so, there are 47 states, and many cities are becoming deserted due to lack of people.

In fact, Japan faces exactly the opposite of overcrowding. The Japanese do not want to have children, Japan is expected to open the door to many foreigners. Cities are abandoned because most young people want to go to Tokyo.

Tokyo has 30 million inhabitants, yet it is a thousand times more comfortable to live than São Paulo. The traffic on both the street and the sidewalk has a great organization. Other giant cities to highlight are Osaka, Nagoya and Sapporo.

In the eyes of Brazilians, Japanese houses look too small, but they are the right size and comfortable. The problem is that Brazilians have become accustomed to occupying unnecessary space. 

Even though the country is big, people have nowhere to live, and some live in smaller shacks than apartments in Japan. So before you complain about the space, pay a visit to Japan and draw your own conclusions.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Is Japan closed and doesn’t like the West?

Another widespread idea, the elderly are actually quite traditional, some even prejudiced. But people generalize so much that it makes one think that the country is racist, as if Brazil were open to everyone without prejudice (kkkk).

In reality, young people are very Westernized, many are passionate about English for America and Europe. If you know Japan, you know very well that it is a mix of many cultures.

What human being has the capacity to say that Japan is not open to new cultures and trends? In my opinion it is the most diverse country of all!

Japanese and Chinese language and everything the same

Another thing that Brazilians think is all the same, the language… They even make jokes about flango pastry with Japanese, since this is a Chinese joke, Japanese can't even speak L, he would speak furango pasuteru.

Although Japanese contains some Chinese ideograms, the language is composed of syllables, and has an easy-to-understand alphabet, while Chinese is entirely composed of ideograms. We recommend reading our article on Differences between Japanese, Chinese and Koreans.

Is it Fact or is It Fake? 25 Lies About Japan

Conclusion of the Article

Well, let's end the article here. There are probably many other generalizations people make about Japan and the Japanese. These were the ones I remembered now, if I have any more in the future I'll do a part 2.

Please avoid thinking that I am comparing countries in this article. The objective is to respond to the criticisms, concepts and opinions of Brazilians who do not know Japan.

The media shapes people's minds, creating exaggerated and distorted concepts about certain subjects. We must be very careful before commenting or talking about things without having a real idea, or without generalizing.

Over the years on our website, I have written articles criticizing people's lack of knowledge and the generalization they make. Again I want to write about widespread comments and misconceptions that people have about Japan.

Some just read the title of the article and start spreading exaggerated news, this is totally absurd and irritating. Hope you enjoyed the article. We strongly ask and thank you for the feedback needed to end the misinformation!

Share This Article:


78 thoughts on “Fato ou Fake? 25 Mentiras sobre o Japão”

  1. c’est dommage , l’article me semblait plutôt bien au départ. Puis, je pensais qu’il y aurait un peu de justesse, mais à la fin, ou tout juste au milieu déjà, vous ne faites que des comparaisons, et employez des termes assez lourds, limite remplis de deceptions personnelles ou je ne sait quoi! prenez du recul, partagez moins de haine, partagez de la positivité! vous écrivez plutôt bien, c’est dommage de salir vos mots et et votre richesse culturelle avec des mots égrisés!

    • C’est peut-être une erreur de traduction, certains mots en portugais peuvent avoir un effet moins agressif en français. L’article a été traduit automatiquement. Surtout parce que l’objectif de l’article est de mettre fin à la vision négative et généralisée des gens.

  2. Oie Kevin! Tenho que colocar, muito seriamente, dois pontos abordados na sua matéria, porque infelizmente, são extremamente perigosas. Apesar de ter entendido o seu intuito.

    Já li outras postagens suas, e gosto da riqueza de informações, de conhecimento sobre o Japão, é ótimo. Eu entendo as questões que você abordou aqui. Realmente tem muitos brasileiros que tem uma visão generalista mesmo e errada. Entretanto, isso não tira o peso do fato, de que no Japão se trabalha muito SIM. Hoje em dia, há muitos canais de pessoas descendentes que foram morar no Japão, e contam como é a vida por lá. Tem o “Você no Japão” , tem um outro canal de um pai (não lembro o nome do canal dele), em que ele fala que se trabalha muito sim, que o início é muito puxado, que se leva tempo até ganhar certa estabilidade… vi um outro casal que sai bem cedo e só chega a noite, e basicamente a semana toda deles é assim lá, bem puxada… você deve saber que quando uma pessoa trabalha 40h semanais (8h por dia), aqui no Brasil, contando mais o tempo de transito, que é de 1h30 – a 3h de viagem, o tempo fica bem apertado. Tem muita gente também que depois do trabalho, estuda. Faz faculdade, faz curso técnico… e tem pessoas que trabalham aos finais de semana também, como é o caso da minha mãe e do meu pai. Isso sem contar o tempo que se gasta para o trabalho em casa (afazeres domésticos, preparo dos alimentos, estudo em casa – e descanso propriamente dito é só na hora de dormir).

    O que quero dizer com isso tudo, é que tem certos trabalhos, em que a escala de tempo, e há exigências inerentes ao próprio trabalho, que são maiores. Como saúde e segurança, que são aonde meus pais trabalham. Tem trabalhos que são puxados, mesmo que não sejam nas fábricas. No Japão, não é diferente. Por exemplo, nas empresas japonesas principalmente. Muitos nem voltam pra casa, dormem nas localidades ou no próprio escritório. É claro que o Japão não é só trabalho, mas isso não muda o fato de que lá há uma das maiores cargas horárias de trabalho no mundo… com o Japão em destaque, tem havido muitas reportagens, isso passa na band, na globo, na record .. e outra coisa MUITO grave que você falou foi o suicídio. Não é só 0,00001% como vc colocou não, amigo … o suicídio lá é alto SIM, por mais que você goste do Japão, não coloque isso como algo até insignificante. Infelizmente, aqui no Brasil, as taxas de suicídio vem crescendo monstruosamente e virou caso de saúde pública. O CVV é o maior atuante no Brasil de apoio e prevenção ao suicídio no Brasil, por ano, eles chegam a 1 milhão de ligações… não é pouca coisa, viu. É muita coisa. Então, é infeliz comprar taxas de suicídio. Numericamente, a grosso modo como você colocou, pode parecer não ter diferença, mas isso não muda o fato de que as taxas são altas SIM no Japão, e no Brasil também. O Brasil é um dos maiores números de suicídio da América Latina, inclusive.

    E aí você fala que quando Brasileiro desiste, ele vai pro crime e era até melhor que se matasse … vou por aqui : ” Se o Brasileiro pensasse como os japoneses, quando um Brasileiro não conseguisse algo, invés de virar bandido ele se mataria. Seria até melhor assim.” Eu acho, que a melhor coisa do brasileiro, é que quando ele cai, ele levanta. Ele não desiste. É por isso que, graças a Deus, a gente não se mata, tanto, por esse motivo (apesar disso vir mudando muito nos últimos tempos). E não é bonito o japonês se suicidar por esses motivos que você mencionou no texto, não! Isso deveria ser desconstruído. A principal diferença e características boas dos brasileiros, e dos japoneses, respectivamente, é cair, se estrepar, levantar a cabeça, e seguir em frente, continuar caminhando apesar de todas as adversidades que o nosso país impõe pra gente. A gente é de muita luta, muita fibra, principalmente o pobre que tem uma vida honesta. O japonês vê no trabalho, ele enxerga no trabalho, o meio de construir uma vida e de construir valores. Ele sabe que é através do trabalho, que eles vão conseguir melhorar como nação, e isso é ótimo. O trabalho é divino compromisso. Então, você dizer, que quando brasileiro desiste vira bandido, está COMPLETAMENTE errado, cara! E estás esquecendo os políticos, né? Sua colocação foi completamente injusta e infeliz.

    Eu, não gosto, e rebato, quando ouço esses pré-conceitos a cerca do Japão. Quem tem conhecimento, sabe que não é assim. Isso porque eu nem vou mencionar a parte em que você fala que japoneses são tarados, outro ponto seríssimo no Japão e no mundo todo, que nós, mulheres, passamos. O estupro é um dos crimes mais naturalizados no Japão, devido ao machismo que tbm é cultural lá, e você deve saber do movimento #MeToo e #WithYou, que teve recentemente por lá. E mesmo assim a grande MASSIVA maioria não conta, pela questão da vergonha, humilhação e de ser culpada, algo que no Japão é cultural também, que a exposição, a vergonha, a honra, é mais importante do que lutar por um crime HEDIONDO. Essa mentalidade, e outras no Japão, é que PRECISA MUDAR!!! (no Brasil, IDEM. ! )

    • Como citei no começo do artigo, eu queria escrever de forma generalizada também… Então eu usei palavras fortes e malucas… Não era minha intenção ferir ou insultar nada. Brasileiro que vira ladrão não é o mesmo brasileiro que ao sofrer desiste… Tanto que temos muitos brasileiros que apesar da pobreza se dedicam ai nas ruas trabalhando, ou arrumam certa forma de conseguir o pão de cada dia…

      Sobre o trabalho, ainda assim, apesar dos casos extremos que vimos, principalmente entre estrangeiros em fábricas e empresários… O Japão tem muitas realidades diferentes quanto se trata de trabalho, eu tenho um artigo mais especifico que fala sobre isso. Mas a média de horas trabalhadas no Japão é praticamente a mesma do Brasil, a diferença é que a maioria de nos aqui no Brasil temos uma realidade boa igual muitos japoneses nativo, mas não é a realidade da maioria… Muitos brasileiros trabalham 10,12 horas por dia e ainda gastam horas se locomovendo para casa. No Japão muitos acabam vendo vantagem em trabalhar muito pelas horas extras ou apenas pelo gosto… Já nas fabricas os patrões procuram gente que faça várias horas extras, se não a pessoa vira alguém descartável.

      Sobre os suicídios, sim é alto, mas tem uma duzia de países na frente e o Brasil segue logo atrás, então não sei pq usam o Japão de parametro ainda. Os suicídios no Japão diminuíram nos últimos 30 anos, enquanto em outras partes tem apenas aumentado. O problema é que o povo ama carimbar os japas como deprimidos e suicidas por causa de 17 pessoas entre 100.000;

  3. Hi Kevin! I have to put, very seriously, two points raised in your matter, because unfortunately, they are extremely dangerous. Although I understand your purpose.

    Já li outras postagens suas, e gosto da riqueza de informações, de conhecimento sobre o Japão, é ótimo. Eu entendo as questões que você abordou aqui. Realmente tem muitos brasileiros que tem uma visão generalista mesmo e errada. Entretanto, isso não tira o peso do fato, de que no Japão se trabalha muito SIM. Hoje em dia, há muitos canais de pessoas descendentes que foram morar no Japão, e contam como é a vida por lá. Tem o “Você no Japão” , tem um outro canal de um pai (não lembro o nome do canal dele), em que ele fala que se trabalha muito sim, que o início é muito puxado, que se leva tempo até ganhar certa estabilidade… vi um outro casal que sai bem cedo e só chega a noite, e basicamente a semana toda deles é assim lá, bem puxada… você deve saber que quando uma pessoa trabalha 40h semanais (8h por dia), aqui no Brasil, contando mais o tempo de transito, que é de 1h30 – a 3h de viagem, o tempo fica bem apertado. Tem muita gente também que depois do trabalho, estuda. Faz faculdade, faz curso técnico… e tem pessoas que trabalham aos finais de semana também, como é o caso da minha mãe e do meu pai. Isso sem contar o tempo que se gasta para o trabalho em casa (afazeres domésticos, preparo dos alimentos, estudo em casa – e descanso propriamente dito é só na hora de dormir).

    O que quero dizer com isso tudo, é que tem certos trabalhos, em que a escala de tempo, e há exigências inerentes ao próprio trabalho, que são maiores. Como saúde e segurança, que são aonde meus pais trabalham. Tem trabalhos que são puxados, mesmo que não sejam nas fábricas. No Japão, não é diferente. Por exemplo, nas empresas japonesas principalmente. Muitos nem voltam pra casa, dormem nas localidades ou no próprio escritório. É claro que o Japão não é só trabalho, mas isso não muda o fato de que lá há uma das maiores cargas horárias de trabalho no mundo… com o Japão em destaque, tem havido muitas reportagens, isso passa na band, na globo, na record .. e outra coisa MUITO grave que você falou foi o suicídio. Não é só 0,00001% como vc colocou não, amigo … o suicídio lá é alto SIM, por mais que você goste do Japão, não coloque isso como algo até insignificante. Infelizmente, aqui no Brasil, as taxas de suicídio vem crescendo monstruosamente e virou caso de saúde pública. O CVV é o maior atuante no Brasil de apoio e prevenção ao suicídio no Brasil, por ano, eles chegam a 1 milhão de ligações… não é pouca coisa, viu. É muita coisa. Então, é infeliz comprar taxas de suicídio. Numericamente, a grosso modo como você colocou, pode parecer não ter diferença, mas isso não muda o fato de que as taxas são altas SIM no Japão, e no Brasil também. O Brasil é um dos maiores números de suicídio da América Latina, inclusive.

    E aí você fala que quando Brasileiro desiste, ele vai pro crime e era até melhor que se matasse … vou por aqui : ” Se o Brasileiro pensasse como os japoneses, quando um Brasileiro não conseguisse algo, invés de virar bandido ele se mataria. Seria até melhor assim.” Eu acho, que a melhor coisa do brasileiro, é que quando ele cai, ele levanta. Ele não desiste. É por isso que, graças a Deus, a gente não se mata, tanto, por esse motivo (apesar disso vir mudando muito nos últimos tempos). E não é bonito o japonês se suicidar por esses motivos que você mencionou no texto, não! Isso deveria ser desconstruído. A principal diferença e características boas dos brasileiros, e dos japoneses, respectivamente, é cair, se estrepar, levantar a cabeça, e seguir em frente, continuar caminhando apesar de todas as adversidades que o nosso país impõe pra gente. A gente é de muita luta, muita fibra, principalmente o pobre que tem uma vida honesta. O japonês vê no trabalho, ele enxerga no trabalho, o meio de construir uma vida e de construir valores. Ele sabe que é através do trabalho, que eles vão conseguir melhorar como nação, e isso é ótimo. O trabalho é divino compromisso. Então, você dizer, que quando brasileiro desiste vira bandido, está COMPLETAMENTE errado, cara! E estás esquecendo os políticos, né? Sua colocação foi completamente injusta e infeliz.

    don't like it, and I refute it, when I hear these preconceptions about Japan. Those who have knowledge, know that it is not so. That's because I'm not even going to mention the part where you says that Japanese are perverts, another point will be very important in Japan and in the whole world, which we, women, go through. Rape é one of the most naturalized crimes in Japan, due to the machismo that is also #233; cultural lá, and youê must know about the #MeToo and #WithYou movement, which has recently been around. and even so, the MASSIVE majority doesn't count, for the sake of shame, humiliation and being blamed, something that in Japan is not; cultural too, that exposure, shame, honor, é more important than fighting a HORRIBLE crime. This mindset, and others in Japan, é THAT NEEDS TO CHANGE!!! (in Brazil, IDEM. ! )

    • As I mentioned at the beginning of the article, I also wanted to write in a generalized way. So I used strong and crazy words. It was not my intention to hurt or insult anything. Brazilian who becomes a thief is not the same Brazilian who, when suffering, gives up… So much so that we have many Brazilians who, despite their poverty, dedicate themselves to working on the streets, or find a way to get their daily bread.

      About work, even so, despite the extreme cases we saw, especially among foreigners in factories and businessmen… Japan has many different realities when it comes to work, I have a more specific article that talks about this. But the average hours worked in Japan are é practically the same as in Brazil, the difference is é that most of us here in Brazil have a good reality like many native Japanese, but not é the reality of the majority… Many Brazilians work 10.12 hours a day and still spend hours commuting home. In Japan, many end up seeing an advantage in working hard for overtime or just for the fun of it… Já In factories, bosses look for people who work several overtime hours, otherwise the person becomes disposable.

      About the suicides, yes é high, but there are a dozen countries in front and Brazil follows right behind, so I don't know why they use Japan as a parameter yet. Suicides in Japan have decreased in the last 30 years, while elsewhere it has only increased. The problem é that people love to stamp the Japs as depressed and suicidal because of 17 people out of 100,000;

    • Thank you, because eeh lol the people don't arrive in a middle ground and didn't understand the explanations at the beginning of the text lol

  4. Amei o tema tratado. Sou extremamente apaixonada pela cultura japonesa. Seus hábitos, sua sutileza, como também sua filosofia de vida. Amo o Japão e tudo que trata sobre essa civilização. Continue com essas ricas informações sobre esse povo querido por mim.

    Sou fã do meu Brasil, mais sua população falta mutos e muitos anos para crescer, estudar e acompanhar a educação e respeito pelo próximo. O que é pior nosso povo parece gostar de não se evoluir, não procuram copiar o que é bom para toda uma comunidade, só faz o que é bom para si próprio, esquecendo que uma comunidade unida e satisfeita é melhor para todos conduzirem seu dia, a dia e suas vidas.

    Abraços.

  5. I loved the topic. I am extremely passionate about Japanese culture. Your habits, your subtlety, as well as your philosophy of life. I love Japan and everything about this civilization. Continue with these rich information about these people dear to me.

    I'm fã of my Brazil, but its population lacks many, many years to grow, study and accompany education and respect for others. What é worse our people seem to like not to evolve, not try to copy what é good for an entire community, just ó does what é good for himself, forgetting that a united and contented community is better for everyone to conduct their day, day and life.

    Hugs them.

  6. Estava procurando algo que falasse desses pre conceitos mesmo e achei muito legal, procuro mais informaçoes desse tipo pra falar para as pessoas ao meu redor =) Eu li sua materia desde o começo que ja avisa que nao é uma comparaçao com o Brasil e uma critica construtiva é que pra evitar isso voce poderia falar tudo que falou só que sem mencionar o Brasil ou sem fazer as comparaçoes com conatoçoes negativas, mesmo lendo sua nota no começo fica dificil nao ver como uma comparaçao em varios dos pontos que voce mencionou, continue postando coisas , seu site é muito interessante.

  7. Estava procurando algo que falasse desses pre conceitos mesmo e achei muito legal, procuro mais informaçoes desse tipo pra falar para as pessoas ao meu redor =) Eu li sua materia desde o começo que ja avisa que nao é uma comparaçao com o Brasil e uma critica construtiva é que pra evitar isso voce poderia falar tudo que falou só que sem mencionar o Brasil ou sem fazer as comparaçoes com conatoçoes negativas, mesmo lendo sua nota no começo fica dificil nao ver como uma comparaçao em varios dos pontos que voce mencionou, continue postando coisas , seu site é muito interessante.

  8. Entao ta brasileiros falam palavroes e sao imorais?Só q japones tbm nao sao santinhos nao,assim como vc falou q nem todos japoneses sao tarados e racistas nós brasileiros nem todos tbm fala palavrao e gosta de funk ou ę imoral eu nao me considero assim,vc analisa o q escrevi dos outros e lave sua boca com bastante sabao antes de julgar as pessoas,sem graça!!

    • Pq vcs tem o costume de levar tudo ao pé da letra? Leu o artigo? Eu dexei claro que tudo é relativo… Vai discordar do que estou falando? Basta navegar no youutbe e ver… O foco do site é o Japão então não vou entrar em detalhes do que acho do Brasil… Dexei claor no início do artigo que só porque estou levando em consideração o Brasil de maneira generalizada como resposta não estou falando que ele é uma merda… Meu único comentário em relação ao Brasil foi algo real que é na maioria das conversas do dia a dia ser obrigado a ouvir um foda, caralho, porra… Ou ser obrigado a ouvir músicas de funk na rua pq os funkeiros não conhecem fone de ouvido… Nada diferente de outros paises da América, apenas acho isso irritante…

    • I disagree, yes you said that it is relative? There is nothing related to what you said, you are generalizing Brazilians too I read everything, now if you don't like it here what are you doing in Brazil?? Go live in Japan, wow!!

      Em 30/07/2017 05:29, “Disqus” escreveu:

    • Você acha que se eu tivesse condições não estaria lá fora? Eu deixei bem claro no texto que só pq estou falando algo não significa que todos são assim… Por isso disse pra encarar o artigo com RELATIVIDADE!

      Por isso eu disse:

      Observação.: Não pensem que eu estou dizendo que o Japão é maravilhoso é que o Brasil é uma merda. Isso é relativo, e eu não estou querendo valorizar nenhum dos países. Só estou contra-atacando as generalizações das pessoas que criticam o Japão.

      Eu já disse isso pq sabia que pessoas iam ler e interpretar como você! Entenda! O fato de 50% das pessoas falarem girias de conotação sexual num significa que todos os brasileiros falam… Em momento algum eu falei TODOS OS BRASILEIROS, eu falei apenas os brasileiros… Claro que num é todos… A mesma coisa quando falam os japoneses se suicidam, mesmo sendo que é apenas 17 a cada 100.000 pessoas….

      Sem falar que o fato de eu não gostar de gírias imorais não significa que é errado falar isso… É meu gosto, num gosto de gírias e palavrões, assim como a pessoa não é obrigada a gostar de futebol, anime e etc… Gosto é gosto, ninguém ta pecando por isso… A coisa mais comum no mundo hoje é falar gírias…

    • Até concordo q o Brasil precisa mudar e mt msm,mas eu a populaçao nao temos culpa tem reclamar pra legislaçao nao pra mim.

      Em 30/07/2017 11:50, “Disqus” escreveu:

    • Kevin, li todo o artigo e concordei 100%. Os fracos irão descordar e falar mal e etc… Eles tem orgulho de viver em um país como esse e não quer escutar a realidade em que vivemos. Este é o brasileiro, não ouve os outros e sempre acha que está certo. O problema não é o Brasil e sim o Brasileiro.

  9. “ If the country were reason to commit suicide, Brazil would be champion !!! If the Brazilian thought like the Japanese, when a Brazilian did not achieve something, instead of becoming a bandit he would kill himself. It would be even better that way. ” I found your comment extremely offensive. You tried to clarify generalizations that are made by foreigners by generalizing. To trivialize death like that is also not very cool. Try to be more impartial in your texts because the impression is that Japan is wonderful and Brazil is not (also known as a mongrel complex). I apologize in advance if you are offended by this comment but I want to highlight that it is not an attack but a constructive criticism. Success! 🙂

  10. E aqui foi o começo de tudo,rsrs! Muito bom o artigo, gostei inclusive dos pontos levantados aqui sobre o Brasil também, inclusive sobre os aspectos culturais daqui e a forma como as pessoas enxergam o país e etc. Até porquê é uma bela hipocrisia pessoas daqui virem falar que os japoneses são preconceituosos e xenofóbicos, ainda mais quando nosso país está longe de ser aquela democracia tanto pregada, eu mesmo já me deparei com problemas assim várias vezes durante a vida.

  11. Sempre admirei o Japão desde pequena, sou apaixonada pela sua cultura, sociedade e linguagem corporal que e muito fofa na minha opniao. ( desculpe, estou com dificuldades com os acentos devido ao meu teclado). Tipo enquanto os japoneses falam alguma parte de seu corpo se mexe, sendo a cabeça , os braços e por ai vai. E tao kawaii.

  12. Achei um exagero. Quem é que acha que tsunamis e terremotos destroem o país todo dia? teria que ser muito ignorante. Acho que as vezes seus posts exageram tentando desmentir coisas que não são mentiras. Ninguem acha q desastres sao corriqueiros, mas ninguem nega tambem que é um problema grave do japao.

    • Tu não faz ideia do quando eu tenho que aturar as pessoas falarem: Você não tem medo de terremoto não? La no Japão da terremoto é perigoso viver lá… Realmente o povo acha que lá terremoto mata milhares todos os anos… SQN… Claro que eu exagerei um pouco nas palavras mas eu deixei claro isso no começo do artigo que ia usar um tom de exageiro.

  13. Kevin, vc. já morou ou mora no japão? Bom não sei quanto a vc. mas eu já morei e estou morando novamente aqui no Japão a um bom tempo, e não entenda mal eu gosto muito daqui e sou grata por essa oportunidade, porem japoneses são sim muito, muito preconceituosos e racistas, claro não são todos mas existem muitos e não estão nem ai se te ofendem ou se te magoam, e vc simplesmente não pode fazer nada. Isso é muito triste… principalmente para uma pessoa como eu que nunca havia sofrido preconceito em toda minha vida, eles tem preconceito ate mesmo com crianças pequenas, já senti na pele com a minha filha, e quando vc. vê isso acontecer com seu filho é o pior sentimento que existe. Então quem nunca passou por isso não deveria falar sobre isso, muito menos defender com tanto afinco.

    • Eu sofro preconceito do mundo inteiro… Já estou acostumado e simplesmente não me importo… Mas a questão que eu queria abordar é que o Japão não é diferente de nenhum outro país quando se trata de preconceito… Qualquer estrangeiro sofre preconceito fora do país, principalmente um país que é bem reservado como o Japão. E como eu citei, japonês tem nível hard! E faz as coisas de forma mais radical. Enquanto no Brasil temos simples piadinhas sem graças ou comentários, no Japão as vezes tem casos mais extremos… Esses problemas acontece entre os próprios japoneses, porque tantos jovens se suicidam nas escolas? Não precisa ser ocidental pra sofrer na mão de alguns japoneses doidos… Eu escrevi isso pq quando as pessoas falam que japoneses são preconceituosos era como se tivesse falando de todos… Sendo que é uma grande minoria, igual os suicídios… O povo fala dos suicidios como se fosse algo assustador mais é apenas 0,00001%

    • Sim concordo com vc., entendo seu ponto de vista, e sinto muito por vc. sofrer com isso também, é uma coisa horrível, e ninguém merece passar por isso, as vezes não achamos ser tão serio por nunca nos ter acontecido, é o defeito das pessoas, só perceber o quanto é horrível quando se passa pela situação, eu tento ignorar e fingir que não vejo mas as vezes é difícil…. um abraço e como dizem por aqui “gambate”…. tudo de bom….

    • Dany, o que você disse ”quem nunca passou por isso não deveria falar sobre isso” está certo e por isso mesmo ele comentou em blogs que ele postou demonstrava ou até mesmo provava que ele já sofreu preconceito assim como a maioria do mundo, o preconceito está cada vez mais inserido não só na sociedade japonesa como na sociedade brasileira assim como em qualquer outra. é difícil manter o foco e objetivo deste comentário justamente porque isso realmente afeta as pessoas, querendo ou não esse assunto é de extrema importância e impacto. eu nasci em condições especificas na minha vida onde resultou em constante preconceito, racismo, bullying ou qualquer outra ação discriminativa desde os meus 3 anos o que gerou muito impacto na minha vida. mas vale citar que preconceito está sendo erradamente ”natural” para a sociedade porem existem muitos que que te acolhem e te ajudam como familiares. esse assunto pode ser discutido por qualquer um desde que saibam olhar e citar os dois lados.

  14. Kevin, como a mulher é tratada no Japão? Pelo pouco que sei, me parece ser uma país bem machista (não que o Brasil não seja, o Brasil é muuuuito machista). Vi na internt cenas de um programa japonês em que um homem tem que cantar uma música enquanto uma moça o masturba. Que merda é essa? Achei super estúpido e fiquei decepcionada. Outra coisa, como os japoneses lidam com o fato do país ter sido aliado da Alemanha nazista durante a 2° Guerra Mundial? E sobe o casos das mulheres chinesas e de outras etnias que foram escravizadas sexualmente, as chamadas “mulheres de conforto”? E as torturas e pesquisas bizarras da Área 731? E o fato do canibal Issei Sagawa não ter ficado preso, e ainda por cima ter escrito livro com fotos da mulher que ele assassinou e mutilou, e ter virado uma celebridade no Japão?

  15. Olha, eu gosto da cultura japonesa, mesmo porquê sou yonsei e tudo mais, mas como brasileira, deixando a parte toda a minha descendência, achei um pouco ofensivo. Certo, você disse para não entendermos errados, mas a questão é que a sua “defesa” do Japão deixou uma imagem um tanto quanto negativa do Brasil. Mesmo que você defenda um país não precisa depreciar outro, que foi exatamente o que fez e não adianta falar que eu entendi errado porque li este artigo mais de três vezes. Sem falar que você não contestou a imagem de eles serem super inteligentes. Por quê? Isso é uma regra lá? Não! Conheço japoneses legítimos que são os mais babacas do ciclo de amizade. Mas como tudo são pontos escolhidos para a defesa. Porém estou de acordo com uma boa parte do que disse, só não acho que você deva depreciar tanto a imagem do país que você vive.
    Só isso ^^

    • Eu gosto do Brasil, eu estou apenas retrucando as pessoas que criam boatos falsos ou generalizados sem conhecer… Eu paguei com a mesma moeda. Devo ter exagerado, depois dou uma revisada.

    • Sim, faça isso mesmo rs. Obrigado por não pensar que falei de maneira grosseira, porque sempre ocorre em outros sites. Mas tem falsos conceitos de todos ne amigo, eu entendi seu ponto de vista, até porque fico realmente chateada quando eles falam coisas sem nexo sobre o povo japonês.
      Só isso ^^
      Obrigado pela atenção!

    • I agree with you Thay, I lived in Japan for seven years and not everything that was said is correct, but I will not get into the discussion, each one thinks in a different way. 😉

    • Certo, por concordar comigo, obrigado.
      E eu sei que discutir não vale a pena ^^ só que devo defender a imagem do meu país. Na verdade isso só foi uma maneira de dizer que eu ainda tenho esperança.

  16. Olha gostei do que você falou, mas assim k é “coreanos” ta? Kk entao sobre a comida também acho é q mais sofre os asiaticos sao isso e nao gosto mesmo quando compararem comida japonesa e coreana cm comida chinesa. A comida chinesa sim é verdade q comem insetos mas nao é so na china no brasil tambem tem, mas comparar japones e coreano que comem insetos é mentira eu ja vi bastante videos e reportagens de coreanos e japoneses que nunca comeram insetos e que tem mesma expressão que fazemos quando vimos os insetos para comer. Entao nada muda mesmo.

    • Ele falou “koreanos” com “K”, por costume, eu falo inglês, e estou acostumado dom “Korea” e não “Coréia”, logo às vezes me pego falando “koreano” ao invés de “coreano”, assim como tenho amigos indonésios, e a capital da Indonésia é “Jakarta” (nome original), mas no Brasil falamos, “Jacarta”, mas eu não consigo me acostumar com “Jacarta” entende, ser bilingue tem teus lados negativos ^^

  17. Muito bom só não gostei desse papo de justificativa para preconceito “simplesmente vergonha de não conseguir ajudar da maneira certa” isso não da o direito de NINGUÉM humilhar as pessoas.

    • Não, num falei de preconceito, me referi a atitudes que as pessoas confundem com preconceito, tem sim japoneses racistas e de cara ruim kkkk

  18. Very good só I didn't like this talk of justification for prejudice “simply ashamed of not being able to help in the right way” that doesn't give ANYONE the right to humiliate people.

  19. ” Na verdade, não existe motivos pra se suicidar, apesar dos problemas, acho que todos devem fazer o esforço necessário e valorizar a vida.”
    Já que vc quer tanto que conheçam mais a cultura japonesa “antes de saírem falando”, poderia você estudar um pouquinho mais sobre depressão e afins antes de postar babaquices iguais a essa. Até pq, quando a pessoa chega no nível de pensar em suicídio, todo esforço que ela faz se torna nulo. Mas bem, você sabe disso, não é? Fez uma ” matéria ” sobre como os japoneses e o Japão sofrem com generalização, preconceito, etc., então é claro que você não faria o mesmo!
    E ah, pelo que vi nem do próprio Japão vc sabe muito.

    • Me desculpe! Eu não parei pra pensar na depressão, realmente quem a tem, o desejo de se matar é completamente forte… Eu Realmente não tinha pensado nisso, me desculpe T.T Eu não acho o Japão mil maravilhas não… estou ciente de tudo do Japão. Eu não sou obrigado a escrever tudo em artigo, isso seria estranho…

  20. Discordo de alguns pontos mas nem contam, so o motivo de algun Japones me pedir alguma coisa emprestada (que seria muito raro)e eu nao ter motivos para me preocupar se ele vai me devolver e sem danos ja e melhor, porque quando eu morava no Brasil…

  21. Peço licença para discordar de alguns pontos até porque, como você, não gosto de disseminação errônea de informações sobre o Japão. E vou evitar aqui a comparação com o Brasil, fazendo-o somente quando for necessário.

    1. Os alimentos naturais aqui são mais caros que no Brasil, sim. Até porque eles são importados. Claro que, aí, conta a questão do nível sócio-econômico da população. Mas, para dar apenas um exemplo, 3 bananas custam o equivalente a R$3. Um abacaxi custa o equivalente a R$15. Não compramos carne por quilo. Um corte de carne não muito caro, que poderia equivaler em posicionamento de mercado à alcatra, custa cerca de R$5 por 100 gramas. Quando a “mídia” cita preços exorbitantes de determinados produtos, como as frutas de butique, também ressalta que esses produtos são especiais. E estou falando isso porque eu mesmo produzi inúmeras dessas reportagens que foram ao ar no Brasil. Enfim, sim, o mercado aqui é muito mais caro. Não é mentira.

    2. O Japão, infelizmente, está entre os países do mundo onde os índices de felicidade são os mais baixos. Apesar de toda a riqueza que o Japão alcançou, os japoneses urbanos, em sua maioria, não sabem usufruí-la. Lamentavelmente. É bem triste ver que muitos dos colegas e vizinhos japoneses se sentem presos à sua rotina de trabalho e à empresa. O problema é tão sério que é reconhecido pelo governo. Atualmente, está sendo desenvolvida uma campanha para obrigar os trabalhadores a tirar férias. A cultura corporativa do Japão é péssima, não valoriza a vida pessoal e familiar dos funcionários, não é igualitária para os gêneros… Sem contar que muitas empresas exigem horas extras do trabalhador sem pagar por isso. Enfim, a situação descrita gera infelicidade, sim. Não adianta tapar o sol com a peneira. Isso não quer dizer que vivamos infelizes aqui ou que somos infelizes o tempo todo. Mas, de fato, existe um alto grau de insatisfação com a vida aqui no Japão. P.S.: Não estou falando aqui do caso dos trabalhadores estrangeiros e, sim, dos empregos regulares dos japoneses.

    3. O alto índice de suicídios é, obviamente, afetado pelo que citamos no item 2. O trabalho em excesso gera desagregação familiar, com crianças cada vez mais inseguras, sendo criadas com pais ausentes. O bullying tem muito a ver com essa ausência de uma família estruturada. Atualmente, o aumento no número de crianças suicidas é preocupante. E, mais uma vez, a situação mobiliza o governo que está tentando agir para evitar o problema. Em outras palavras, a situação não está sendo vista como boa nem pelos japoneses.

    4. Falar de liberdade de expressão no Japão é bem complexo. Por um lado, existe essa imagem de que os jovens “se expressam” da maneira que querem por aqui, já que eles usam roupas e cortes de cabelo que parecem extravagantes aos olhares ocidentais. No entanto, vale ressaltar que muito é cultural, como o caso do uso de acessórios “femininos” por homens, com bolsas de mão e presilhas. Em primeiro lugar, isso é uma cultura jovem. Homens adultos com esse tipo de acessório são vistos como marginais. Além disso, cosplay, lolita, ganguro etc são modas urbanas e, sim, vistas como underground. Ou seja, tem gente que usa. Não quer dizer que essas pessoas são bem-vistas pelo restante da sociedade. Uma coisa que você poderia ter dito é que, apesar de a grande maioria das pessoas torcerem o nariz para a moda jovem e a moda underground, pouca gente seria capaz de criticar uma pessoa que se vista dessas formas diretamente. A cultura japonesa evita conflitos. Isso, sim, é real. Isso é a questão da liberdade de expressão pessoal. No âmbito da imprensa, a situação é ainda mais complicada. O governo controla direta e indiretamente as informações que chegam aos grandes veículos de mídia, sim. É um dos problemas mais sérios da democracia japonesa. São poucos os jornalistas independentes que conseguem trabalhar e fazer circular suas investigações. Isso é terrível e é uma realidade.

    5. O Japão, pela enorme população e pequeno território, tem, sim, um problema de espaço. Nas grandes urbes, os apartamentos são realmente pequenos. Quem morou em áreas boas do Rio ou de São Paulo e se mudam para Tóquio descobrem que o japonês médio mora muito mal. Os apartamentos mais em conta, chamados de apaato, são feitos de compensado. Os isolamentos acústico e térmico são ruins. As casas são frias no inverno e quentes no verão, o que eleva os gastos com luz e gás. Os apartamentos são bem menores e mal divididos. Quem pode pagar mais, aluga um manshon, que são os apartamentos um pouco melhor acabados. Estes são feitos de concreto e madeira. Ainda assim costumam ser frios e bem menores que apartamentos equivalentes no Brasil. As casas têm banheira porque o banho de ofurô é um item cultural dos japoneses, não porque isso represente algum luxo.

    • Acho que você não entendeu o objetivo do artigo. o objetivo do artigo é degeneralizar a opiniões dos brasileiros que não conhecem o Japão. Nem todas as coisas são iguais, inclusive eu escrevi um artigo falando o lado ruim do Japão. Mas o objetivo do texto que escrevi é retrucar alguns conceitos exagerados dos brasileiros que nunca foram ao Japão e que nem conhece a cultura, esta apenas ligado a mídia destorcida. O seu texto ficou muito bom, mas ai você esta generalizando também… Eu estou por dentro do lado ruim do Japão, mas devemos colocar meio a meio a forma que as coisas acontecem. E serio, os preços das frutas eu achei barato, em comparação com salario recebido. 1R$ por banana? Apenas isso?

    • Obrigado pelo comentário, mas realmente eu não tentei comparar, apenas acabar com a ideia de alguns brasileiros que não sabem nada do Japão ficam espalhando por ai de forma generalizada. Infelizmente as pessoas leram da maneira errada lol

    • Sim, custa R$1 por banana, o valor que compra quase uma dúzia no Brasil. Sobre a comparação de salários, é importante, sim, considerar isso quando se faz análise de custo da vida. É com essa fórmula que Tokyo e Osaka estão sempre listadas entre as 10 cidades mais caras do mundo para se viver. Isso é muito importante citar, apesar de não ser tema do seu artigo. Você fala num valor de R$5mil reais mensais de salário no Japão (¥200 mil). Pode parecer muito. Mas não é. Uma pessoa com esse valor não consegue alugar apartamento em Tóquio e viver, por exemplo. O aluguel de um 1 quarto em Tokyo não sai por menos de 100 mil ienes. Estou falando de algo barato. Enfim, temos qualidade de vida, sim. Não temos a violência que vocês têm no Brasil e isso é ótimo. Mas comparar os dois países da forma que você fez é muito pouco para atender ao seu objetivo com o texto. Abraços e continue com o trabalho no blog que tem muito a render.

    • Depois de 30anos de Japao concordo plenamente com voce, muito bem pesquisado.
      Mais mesmo com todos estes problemas eu ainda acho que o Japao e bem melhor.

    • perdão mas eu descordo, as duas apontam o mesmo assunto mas também exploram o máximo de detalhes dos dois lados, a matéria foi mais detalhada mas pode se notar um favorecimento de um lado porque sua finalidade era contra-atacar generalidades mesmo o favorecimento tendo atrapalhado com sua finalidade, já o comentário tentou igualar esse favorecimento e apontou mais realisticamente os traços do japão mas tendo o 1 como exemplo ele generalizou um pouco o que não tirou muito de seu crédito mas n deixa de ser algo a se melhorar. no meu ver os dois são ótimos materiais e precisos para ter uma melhor analise e melhor ideia dos dois lados

    • Roberto, você teria algumas informações acerca da imigração para o Japão? Tenho interesse em morar aí para trabalhar, estou tão desanimado com o Brasil que eu prefiro um emprego simples em um país melhor do que um emprego bom aqui.
      Obrigado.

    • Leo, infelizmente o Japão é um país bem fechado para imigração. Recentemente, o próprio primeiro-ministro cometeu uma gafe enorme ao responder a uma pergunta sobre o Japão receber refugiados sírios dizendo que o país ainda tem muito o que fazer pelos seus cidadãos antes de receber “imigrantes”, como se uma coisa tivesse a ver com outra. O Japão, como boa parte do mundo, aceita imigrantes altamente qualificados, desde que eles já venham contratados por empresas japonesas, de preferência. No mais, cria projetos pontuais pra receber números limitados de trabalhadores com menor qualificação, que é algo de que o país muito necessita. Como, por exemplo, os artigos na Lei de Imigração que aceitam descendentes de japoneses até terceira geração e seus cônjuges ou os projetos de “estágio” remunerado temporário para países do Sudeste Asiático e China. Tudo com muito controle para devolver essas pessoas assim que for necessário aos seus países de origem. Recomendo a quem deseja morar no Japão que venha com uma bolsa de estudos. É o meio mais tranquilo de vir, de conhecer a sociedade, de estudar japonês e se qualificar para permanecer. Abraços.

    • Pois é, eu sei que é bem fechado, japoneses sempre foram meio fechados e um tanto quanto xenofóbicos.
      Mas vou estar procurando me qualificar melhor, ou até mesmo alguma bolsa ou algo do tipo, muito obrigado.

    • Eu até me surpreendi porque é bem menos do que eu imaginava, principalmente se tomasse como referência a colônia japonesa no Brasil. No entanto, o país em si tem histórico (antigo) de ser fechado a estrangeiros e o governo atual é extremamente conservador quanto a isso. Mas cenas explícitas de xenofobia como a que vemos no Brasil são raríssimas.

  22. “Porem a carga horária do Japão é de apenas 9 horas, e o salário deles é 10x Maior que o nosso.“
    Kevin, onde japones ganha 10 vezes o salario de um brasileiro ?, voce esta mal informado nessa area, gostei muito do seu post, apesar de pecar em alguns quesitos !!!

    • Acho que pela cotação atual do dólar o salário pode chegar a 10x mais de quem ganha um salário mínimo no Brasil sim. Não se esqueça que apenas 2mil dólares hoje são 7600 reais.

    • kkkk na verdade é apenas uns 5x. mas se brincar tem gente que ganha 10x sim, basta ela ganhar uns 300.000 ienes. Mas realmente não é a maioria da população que ganha isso, mas creio que é a mesma coisa que acontece no Brasil. Brasileiros vivendo com 1 salario minimo enquanto outros ganham 3 mil a 5 mil. sem citar os ricos.

  23. Realmente quando me mudei para o Japão já vim preparada para ser exposta à discriminação porém, não sei se seria somente onde moro q é uma cidade no interior do Japão, mas jamais encontrei um povo tão hospitaleiro e com vontade de ajudar, educados e gentis como os daqui, em alguns lugares existe sim a discriminação devido à baderna de alguns brasileiros eles acabam generalizando acaba que para eles nenhum brasileiro presta, porém somente em alguns lugares, pois em todos os que visitei foram muito simpáticos. É um país de cultura e povo incrível, lindo hospitaleiro é muito bom pra se morar, segurança, educação e saúde outro nível, crianças recebem tratamento de saúde de graça, sim precisamos pagar pelo atendimento porém com o salário recebido vc consegue pagar, ai no Brasil se paga um plano no valor absurdo e pra que? Para vc esperar horas na fila. No Brasil o SUS ajuda muito as pessoas sim, porém muito mal organizado. Queria eu que o Brasil pudesse pegar o que o Japão tem de melhor e implantar ai. Principalmente os salários. Gosto muito do meu país, porém não podemos negar a grandeza em vários aspectos do Japão.

    • É uma boa pergunta, ate irei marcar para escrever um artigo depois. Mas para resumir, qualquer um pode usar, sim tem que pagar, inclusive hospitais públicos. Japoneses aceitar a morte? Q lokura? heuhue em q sentido? Não, como todo ser humano, ninguém gosta de morte, tanto que la as mortes são bem menos. Na crença deles, existe vida apos a morte, e quem se suicida não esta pecando, algo que provavelmente favorece isso…

Leave a Comment