Cultura / Festivais e Tradições / Japão

Shichi-go-san – O festival das crianças

Shichi-go-san – O festival das crianças

O Shichi-go-san (七五三) é um festival que ocorre todo dia 15 de novembro no Japão. O nome do mesmo é escrito, literalmente, com os kanjis dos números sete, cinco e três, pois os pais levam suas filhas de três e sete anos e seus filhos de três e cinco anos de idade aos santuários para pedirem pela saúde, por um bom crescimento e pela felicidade de todas as crianças ali presentes.

Um segundo motivo para a ida ao santuário seria o afastamento dos maus espíritos, apesar desta prática já ser comum fora do Shichi-go-san.  Como o dia do festival não é considerado como feriado, caso caia em dia útil, o mesmo é celebrado no fim de semana mais próximo.

Nesse festival, as crianças nomalmente vão vestidas com kimonos ou roupas fomais ocidentais, muitas pela primeira vez em suas vidas, e recebem amuletos e suas chitose ame (千歳飴), conhecida como a “bala dos mil anos”. A chitose ame é uma bala longa, fina, vermelha e branca que vem enrolada em um papel de arroz comestível, também muito fino a ponto de parecer plástico. A mesma é associada à longevidade e vem em um saquinho adornado com uma garça e uma tartaruga (símbolos de longevidade no Japão). Existe a crença comum de que esta bala confere mil anos de felicidade às crianças que a receberem.

O motivo pelo qual as idades das crianças que participam do festival são sete, cinco e três anos são dois. Primeiro que a numerologia do leste oriental adota os números ímpares como números de sorte. O segundo motivo, seria o fato destas três idades serem as mais marcantes na infância de uma pessoa.

shichigosan2

A história do Shichi-go-san

O festival foi instaurado no período Heian (794 a 1185), quando os nobres celebravam o crescimento de seus filhos no que fosse considerado um dia de sorte de novembro. Foi no período Kamakura (1185 a 1333) que o dia 15 de novembro foi oficialmente adotado como o dia do Shichi-go-san. A partir do período Edo (1603 a 1868), o mesmo passou a ser um festival popular japonês. Um adendo seria de que, no período Meiji (1968 a 1912), a tradição teria apresentado algumas outras mudanças.

Anteriormente, o festival era tratado de uma forma mais séria, portanto possuía peculiaridades em relação ao que observamos nos dias de hoje. Quando o festival passou pela época dos samurais, a crença dizia que as crianças de até três anos tinham que ter seus cabelos raspados e que apenas depois do festival poderiam deixá-los crescer pela primeira vez.

Aos três anos de idade, as meninas eram vestidas o primeiro kimono, normalmente florido, e aos sete anos usariam o obi por cima dos mesmos pela primeira vez. Já os meninos usariam seu primeiro hakama aos cinco anos de idade. Como dito anteriormente, na era Meiji os japoneses se tornaram mais brandos quanto às tradições do Shichi-go-san e até mesmo as crianças de três anos se vestiam com a roupa tradicional completa. Também foi quando a prática de raspar o cabelo das crianças acabou sendo deixada de lado.

Apesar de toda a beleza por trás de todos os festivais japoneses, o motivo pelo qual o Shichi-go-san surgiu é um tanto quanto melancólico. Antigamente, o índice de mortalidade infantil era alto no Japão, e o festival foi a tentativa dos nobres de encontrarem uma resposta dentro de uma crença compartilhada. Atualmente, o Japão não é mais assombrado por tal problema, porém, desde então, a tradição do festival permaneceu.

Para finalizar o artigo, vamos deixar um vídeo mostrando um pouco sobre este dia:

Senha perdida

Register

Bem vindo ao Suki Desu!

Olá aqui é o Kevin administrador do site e gostaria de convida-lo apenas uma vez a curtir nossa página do Facebook e convidar a conhecer o Japonês Expresso. Estamos sempre preparando conteúdo do Japão para você!

Conheça o novo curso de japonês expresso clicando aqui.