Cultura / Japão

Furoshiki – O charmoso quadrado japonês

furoshiki
Compartilhe nas redes sociais:


Furoshiki (風呂敷) é uma técnica japonesa de embrulhar, ou simplesmente se refere a um quadrado de tecido utilizado para embalar diversas coisas. Seu nome 風呂敷 pode ser literalmente traduzido como “furo” (banho) e “shiki” (abrir). Neste artigo vamos conhecer todos os detalhes deste quadrado de pano e suas inúmeras utilidades.

Piquenique entre as flores

Seguindo a trilha das cerejeira, no mês de abril, em um vilarejo chamado Shiragawago, encontrei pela primeira vez o simpático Furoshiki. Trata-se de um quadrado de pano, no qual as pessoas embrulham tudo: presentes, caixas, garrafas, livros, obentos(marmitas) e outros. Além de todo detalhe artístico que faz diferença no embrulho, ele pode ser transformado em um cantil, uma bolsa de mão ou a tiracolo.

furoshiki

Um furoshiki pequeno, bem enroladinho pode imitar uma flor, enfeitando um mimo (presente pequeno). Os presentes são embrulhados em lindos tecidos florais, de preferência em seda. Para uso familiar, um tecido mais simples serve. Os japoneses capricham em tecidos elaborados com padrões adequados para cada estação do ano. Na primavera, por exemplo, flores e filhotes de animais são os preferidos.

Coisas para fazer com os lenços furoshiki

A arte de embrulhar lenços e panos japonesa permite inúmeras possibilidades. Com furoshiki é possivel fazer uma bolsa de argola, garrafas, saco para colocar livros, cestas de frutas, saco para colocar objetos, embrulhar presentes, fazer uma bolsa de verão, criar um porta vaso, fazer uma lancheira, embrulhar presentes com laço e muito mais. Veja abaixo diversas técnicas sendo aplicadas em um furoshiki.

furoshiki

Onde começou essa tradição

O furoshiki teve origem no período Nara (710 – 784) para transportar os bens do Imperador. Depois, no período Heian (794 – 1185) a nobreza utilizou amplamente esse recurso para acondicionar roupas. Nas casas de banho ou onsen, esse era um modo prático de separar os pertences de cada um.

No século 20 o furoshiki diminuiu por conta da popularidade das embalagens artificiais e do plástico. Contudo, em 2006, o Ministro japonês do Meio Ambiente, Yuriko Koike, lançou uma campanha para promover o uso do origami de pano, outro apelido do furoshiki. O motivo é simples – seu uso é ecológico, além de evitar o desperdício de sacolas plásticas.

Comprei a idéia e repasso. Qualquer toalha de mesa, guardanapo ou pedacinho estampado de chita, até mesmo uma canga de praia pode ser facilmente transformada em bolsa ou embrulhar um presente de forma especial utilizando essa tradicional técnica de dobrar tecido.

Fica o convite ao leitor para que conheça as formas, da mais simples até a mais elegante, de amarrar o furoshiki. Essa é uma maneira artística, elegante, original e simpática de carregar e guardar coisas.



Compartilhe nas redes sociais: