Cultura / Outros

Experiências não definem o Japão

Experiências não definem o Japão

Hoje em dia a maioria das pessoas deixam ser levadas por experiências de outros. Eles acabam definindo o Japão ou os japoneses por causa dessas experiências. Do outro lado temos as pessoas que passaram por determinada experiência, na maioria das vezes ruins, e acabam espalhando isso como se fosse a realidade, como se todos passassem pelo mesmo problema.

No artigo de hoje vamos falar dos diferentes tipos de experiências que brasileiros passam no Japão. E também porque não se deve definir o país ou os japoneses por causa disso.

Estou escrevendo este artigo, porque infelizmente o que eu mais vejo na internet são pessoas discutindo, algumas atacando o Japão e outras defendendo. Sem falar nas ideias malucas que alguns brasileiros criaram devido a experiência que alguns passaram no Japão.

As pessoas têm que discernir que em qualquer lugar do mundo! Podemos sofrer experiências boas e ruins, mas elas não definem a realidade do país. Nenhum ser humano é igual, sem falar que o Japão possui mais de 126 milhões de habitantes. Além disso ele possui 47 estados, com diferentes costumes e culturas.

Diferentes tipos de experiência no Japão

Para raciocinarmos um pouco sobre esse assunto, eu vou falar sobre 3 caminhos que proporcionam diferentes experiências no Japão. Claro que os diferentes tipos de experiências são infinitos.

Turista – A experiência que um turista tem ao visitar o Japão na maioria das vezes é sempre boa. Principalmente se o turista já conhece e gosta da cultura do Japão. Os turistas se sentem maravilhados com tudo, e não tem do que reclamar.

Trabalhando em fabrica – Infelizmente a realidade da maioria dos estrangeiros que trabalham em fábrica é dura.  É um trabalho repetitivo e cansativo que deixa as pessoas um pouco estressadas. Alguns japoneses que trabalham em fabrica também são estressados, isso acaba resultando em conflitos e problemas entre os japoneses e brasileiros.

Outros trabalhos – Quando um brasileiro formado vai trabalhar no Japão em uma empresa, escritório ou até mesmo por conta própria, sua experiência de vida é totalmente diferente. A pessoa possui mais tempo para lazer, e não se depara com tantos problemas.

As experiências desses 3 tipos de pessoas são totalmente diferentes. Mas não para por ai, existem pessoas que tem uma vida agradável e nunca se depararam com algo ruim trabalhando em fabricas, como existem pessoas que tiveram dificuldades trabalhando em empresas de renome, ou estudando em universidades ou em escolas japonesas.

Outro fator que molda a experiência da pessoa é sua personalidade. Os gostos dela podem determinar se ela se sente feliz ou não, e isso acaba definindo suas palavras ,que as vezes são criticas negativas ou positivas.

Sua opinião pode causar problemas

Só porque você teve uma experiência desagradável no Japão, não significa que outras pessoas vão ter. Ou só porque sua vida no Japão é maravilhosa, não significa que a de outras são. Sendo assim, evite colocar na cabeça das pessoas a sua ideia sobre o Japão! Ele é um país muito grande e diversificado. Claro que você pode alerta-lo sobre problemas, ou ajuda-lo em momentos de dificuldade, mas suas palavras negativas podem acabar alterando algo que poderia ser positivo na vida dele.

Eu gosto de pensar positivo e de espalhar coisas positivas, por isso vocês raramente vão ver eu falando algo ruim do Japão. Eu entendo que um grande numero de pessoas passaram por problemas, mas isso não é motivo pra acabar com país, igual eu vejo alguns fazendo nas redes sociais.

Me diz, você gosta quando alguém fala que o Brasil é ruim, e que os brasileiros são criminosos? O Brasil tem um grande índice de roubos, violência e corrupção, mas não significa que todos os brasileiros são ruins. Nem significa que o Brasil é um lugar terrível e impossível de viver. Agora pensando nisso, veja se você não esta fazendo a mesma coisa com Japão, quando falam que japoneses são frios, ou quando diz que no Japão só trabalham e não tem tempo pra nada.

O objetivo deste artigo é deixar claro que sua experiência não é a experiência de todo mundo. E também deixar claro que o Japão não é igual e os japoneses não são iguais. Não se deve definir a personalidade japonesa apenas por causa das pessoas que você conhece. Um grande conselho que dou é Pense Positivo! Pare de ficar procurando defeito e reclamando, se a coisa não está boa, tente muda-la. Muitos brasileiros no Japão encontraram o que queriam depois de muita dedicação, estudo e persistência.

Foto de perfil de Kevin
Sou criador de conteúdo na internet, e web designer. Gosto muito do Japão e seu idioma, por causa de sua cultura rica e unica. Curto animes, doramas e jogos clássicos e desconhecidos.

Senha perdida

Register

Bem vindo ao Suki Desu!

Olá aqui é o Kevin administrador do site e gostaria de convida-lo apenas uma vez a curtir nossa página do Facebook e convidar a conhecer o Japonês Expresso. Estamos sempre preparando conteúdo do Japão para você!

Conheça o novo curso de japonês expresso clicando aqui.