Culinária / Cultura / Japão

Amostras de alimentos no Japão – Vamos comer?

Amostras de alimentos no Japão – Vamos comer?

Você olha para o que parece ser um prato gostoso. Mas o estranho é que essa “comida” não tem sabor, aroma ou valor nutritivo. Ela nunca vai estragar e não precisa ficar na geladeira. Do que estamos falando? No Japão são feito replicas de comida conhecidas como Tabemono no Sanpuru [食べ物のサンプル] e essas replicas possuem o mesmo tamanho, forma e cor do prato verdadeiro.

São feito desde pratos tradicionais japoneses, a pratos ocidentais prediletos como pizza e hambúrguer. Também há réplicas de bebidas, aperitivos e sobremesas. A variedade é enorme! Alguns fabricantes de amostras de alimentos chega a oferecer mais de dez mil pratos diferentes.

Alimentos falsificados e de réplica são usados de várias maneiras, tais como adereços para fundos em filmes, programas de televisão, peças teatrais, comerciais de televisão, anúncios impressos, feiras, e em muitos outros casos em que alimentos reais não podem ser exibidos. Outro uso é em pesquisa e educação nutricional do consumidor. Outra maneira de encontrar essas amostras detalhadas é em brinquedos e chaveiros. Até mesmo nesses objetos os modeladores procuram a perfeição em detalhes.

Mas seu uso mais conhecido é em restaurantes japoneses. Isso por que a comida de plástico parece de verdade. Detalhes como a aparência crocante da pele de um frango, uma fatia de melancia com suas sementes, até mesmo o brilho e o molho dos alimentos são perfeitamente imitados. Mas como a comida de plástico se tornou tão popular em restaurantes no Japão?

sushi

Como tudo começou?

No final do século 19, restaurantes japoneses começaram a expor suas amostras de comida estrangeira. Assim, as pessoas que passavam em frente aos restaurantes podiam ver como era a comida sem precisar entrar. É claro que essas amostras atraíam não só pessoas, mas também insetos e animais. A comida estragava devido ao calor e à umidade e por isso ficava caro preparar esses pratos todos os dias para deixar de amostra.

Com o tempo, essas amostras de alimentos foram substituídas por réplicas de cera pintada. Mas a cera tinha a grande desvantagem de deteriorar com clima quente e acabou sendo substituída pelos plásticos de vinil. Este era finalmente um produto durável, capaz de resistir ao calor e, ao mesmo tempo, atrair apenas o tipo certo de cliente.

O que se faz primeiro é um molde da comida. Para fazer um sanduíche por exemplo, cada componente precisa ser moldado separadamente. Depois disso, o processo é o mesmo de preparar um sanduíche de verdade. Os itens são colocados um em cima do outro entre as fatias do pão.

sanduiche

Tais amostras de alimentos são exibidas nas janelas ou fora dos restaurantes para mostrar aos potenciais clientes o que está disponível no menu do restaurante. Embora menos comum do que costumava ser, os modelos de comida de plástico ainda são vistos frequentemente em vários restaurantes no Japão.

É bem provável que você fique na dúvida sobre o que exige mais habilidade — fazer uma imitação de plástico ou preparar a comida de verdade. Se você passar por um restaurante no Japão e ver esses deliciosos pratos na vitrine, lembre-se do trabalho meticuloso que foi empregado na sua fabricação. Essas amostras de comida são uma verdadeira arte!

Senha perdida

Register

Bem vindo ao Suki Desu!

Olá aqui é o Kevin administrador do site e gostaria de convida-lo apenas uma vez a curtir nossa página do Facebook e convidar a conhecer o Japonês Expresso. Estamos sempre preparando conteúdo do Japão para você!

Conheça o novo curso de japonês expresso clicando aqui.